sábado, 20 de março de 2010

Poesia ...


São poesia os teus olhos

Negros

Profundos

Inquietantes



É poesia a tua voz

Doce

Ritmada

Reconfortante



Faz-se poesia nesses lábios

Que ávidos de paz

Desenfreadamente deglutam

Emoções



Poesia de sensações



Palavras que se esbatem

Ao sabor desse beijo

Quente

Insaciavelmente errante



Perde-se a razão

Bebe-se sofregamente a poesia

Desses olhos

Cintilantes



E o poema nasce desse instante

Imensurável ...



Carla Alves ©
20 de Março de 2010

3 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Imensurável...
De 23 de janeiro até hoje a sua ausência em postar...rsrs
Mas postou e novamente deixou palavras dedicadas...
Lindo poema Carla...um abraço na alma...bjo

Espaço Aberto disse...

Vc é parte dessa casa!
________________________________

É com imenso prazer que chegamos até a sua casa e convidamos você a fazer parte do Espaço Aberto – Um blog para todos! Lá você em breve encontrará proposta para postagens coletivas (Tem uma ótima que já está pronta para ir ao ar!), sorteio de brindes, entrevistas, publicações dos mais diversos assuntos, enfim você não pode ficar de fora. Venha participar!

Elcio

Nuno G. disse...

quero este... muito bonito, Carla!