segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Tatuagem




Sou vida

Errantemente esculpida

A sonho e dor



Sou tatuagem cravada

A sangue

Ilusão e dissabor



Sou árvore amadurecida

Sob a erosão do tempo

Tempestade agreste

Chuva ácida

Fogo

Abrasador



Sou raiz guerreira

Que por cada lágrima derramada

Alicerço um ramo de esperança

Traço novos caminhos

Oásis de paz

Amor


Carla Alves ©

28 de Dezembro de 2009




Fotografia – Alba Luna ©

5 comentários:

Helena Paixão disse...

"Sou vida
Errantemente esculpida
A sonho e dor"...

... que, com pinceladas de cor
executadas com Amor,
se transforma em flor...

Só assim se explica como escreves tão belas sinfonias de palavras!

Bjoquitas :-)

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Carla, pelo jeito escreveu mais rápido que a chegada do Ano Novo...continue...rs...por falar em sonhar...

SONHAR


SONHAR É QUALQUER COISA DE BOM

DÁ COR AO QUE VOCÊ DESEJA E QUE AINDA NÃO PODE

DÁ UM TOM DE REALIDADE AO SENTIMENTO

ENGANA A DESESPERANÇA COM UM TERNO OLHAR DE
QUEM JÁ TEVE

DÁ AO CORAÇÃO UM SOPRO DE VIDA

UMA QUASE VENTANIA

UMA IDÉIA FIXA DE QUE É POSSÍVEL

MESMO QUANDO TUDO TE MOSTRA O CONTRÁRIO

AÍ A GENTE DÁ FÉRIAS PRA TRISTEZA,

E COLOCA A FELICIDADE PRA TRABALHAR.

Que assim seja no decorrer de seu Ano Novo...coloque sempre a felicidade para trabalhar, se for preciso, que ela faça hora extra....
Um abraço na alma...Feliz Ano Novo... bjo

Elcio Tuiribepi disse...

Convite:

Seique estás afastada, mas se puder...lá vai...

Vamos a parte colada...rs

Mudando de assunto, eu agora te convido a participar do aniversário de três anos do Verseiro, no dia 26 de janeiro.
A idéia é que cada um que queira participar, faça uma postagem colocando uma foto sua quando criança ou adolescente junto a irmãos, primos ou amigos e conte alguma passagem de sua vida nessa época, alguma travessura, algum fato que marcou em sua memória de forma alegre, engraçada...rs
Vamos comemorar e sorrir juntos...
Conto com sua presença, mas fique a vontade quanto a fazer a postagem ou não ok...

“O passado não reconhece seu lugar
Está sempre presente”

Mário Quintana

Um abraço na alma...bjo

Guacira Maciel disse...

Oi, nem cheguei a ir embora e tive que voltar... Lindo poema!
Beijo,
Guacira.

cila disse...

Viva Carla!
Passei por cá para ler e reler,para ir daqui mais leve,para estar contigo.
Beijos meus