terça-feira, 25 de março de 2008

Poesias Soltas...


Uma janela aberta sobre o mar
Um mundo por conquistar
Desafios, aventuras, países longínquos
Terras por desbravar

Cá dentro (desta janela)
O calor, o aconchego do lar
Paz, calma, serenidade,
Uma brisa leve, o som da água
A bater, devagarinho, compassada

Fecho o livro que li e reli durante a tarde,
Pouso a cabeça no encosto da cadeira e adormeço
Envolta nesse som, ritmado
Sentindo o cheiro a maresia e
Sonho com as viagens por fazer, as terras por conhecer,

Mas sempre o sol, o mar,
A paz …


16 de Setembro de 2007,
Carla Alves
©

1 comentário:

sergio disse...

O nosso ser anseia por conhecer mais, por descobrir lugares e gentes, por observar novas imagens e costumes, tal e a beleza e variedade do nosso mundo. Mas nada substitui o nosso outro mundo, o mais intimo, aquele que chamamos de nosso cuja fronteira não e mais que a cortina de uma janela do nosso lar!